...

10/11/2010

1º parte.. INFORMAÇÕES MAIS COMPLETA SOBRE A ENTREVISTA DA FAMILIA JACKSON

Pai de Michael Jackson: "Eu não me arrependo" Em entrevista ao programa da apresentadora Oprah Winfrey, pai do cantor admitiu que batia em seus filhos
Joe Jackson durante entrevista concedida a apresentadora Oprah Winfrey
Joe Jackson, pai do cantor Michael Jackson, admitiu pela primeira vez que batia em seus filhos em entrevista a Oprah Winfrey, exibida na noite desta segunda-feira (8). "Eu não [lamento as agressões]", disse ele. "Isso fez com que ficassem fora da cadeia e os mantivessem direito." Na entrevista, Joe inicialmente ficou na defensiva sobre seu relacionamento com Michael, e insistiu: "Eu não acho que ele estava com medo de mim. O que ele tinha medo, era de poder fazer algo errado e eu castigá-lo, mas não de apanhar de mim. Nunca espanquei, como a mídia tentou dizer." Durante a conversa ele foi interrompido por sua mulher, Katherine, que o forçou a admitir que ele batia em seus nove filhos. "Você pode muito bem admitir isso, essa é a maneira que os negros criavam seus filhos", disse ela. "Ele usou uma cinta. Sim, ele usou uma cinta". Joe retrucou a esposa dizendo: "Katherine é muito frouxa com as pessoas. Como Michael era." Katherine Jackson ao lado da apresentadora Oprah Winfrey O casal ainda afirmou a apresentadora que não se divorciou como havia sido divulgado. Em outra parte da entrevista, Katherine disse acreditar que o filho era viciado em cirurgia plástica. "Ele dizia: 'Eu sou tão feio. Não quero sair'," contou. "Eu dizia: 'Não é não". Para uma mãe, seus filhos são sempre bonitos." A mãe do cantor ainda lembrou que no dia em que ele resolveu operar o nariz ele disse: "É muito grande'. Katherine ainda falou: "Ele estava tão infeliz. Acreditava que era muito feio." Quando a apresentadora Oprah a questionou sobre a morte do filho, a matriarca respondeu muito emocionada: "O pior dia da minha vida. Meu coração parou. E assim que eles me chamaram me disseram: "Venha para o hospital. Michael está no hospital." "Eles fizeram o médico me contar", referindo-se ao doutor Conrad Murray, que se declara inocente e é acusado de homicídio culposo por ter supostamente administrado de forma inadequada uma mistura de sedativos, para tratar uma insônia crônica, na qual sofria Michael. Já em prantos, Katherine disse: 'Ele [Murray] disse: "Não, ele se foi. Isso é tudo que me lembro", disse ela, sobre o dia da morte do cantor. "Sinto muito."
Fonthttp://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/0,,EMI186188-9531,00-PAI+DE+MICHAEL+JACKSON+EU+NAO+ME+ARREPENDO.html

Um comentário:

  1. Lindoooo seu blog *__*
    agradeço mto sua visita, e por ter me add, ja te add também =)
    bjs
    Deus Te abençoe

    Jaqueline (MJ L.O.V.E)

    ResponderExcluir